Drama

Martin Scorsese 78 anos hoje

Não existe no cinema dos últimos 40 anos um diretor que construiu um painel tão amplo das contradições e costumes dos EUA como Martin Scorsese. Pois, é desse incrível mestre, que aliás, está fazendo aniversário hoje, dia 17 de novembro, que o CINELOG presta tributo, relembrando alguns de seus melhores filmes.

Sim, há títulos incontornáveis como Taxi Driver, Os Bons Companheiros, Caminhos Perigosos, O Rei da Comédia, A Época da Inocência, Alice Não Mora mais Aqui, e talvez o maior de todos, Touro Indomável, mas não são só os filmes, a galeria de personagens é inesquecível, e mesmo trabalhando com astros, Scorsese sempre apagou a estrela para fazer saltar personagens, que não esquecemos o nome, como o Jake La Motta de Touro Indomável ou o Henry Hill de Os Bons Companheiros. Scorsese é obcecado pela estrada e pelos motoristas que transitam pela selva urbana, guardando uma raiva, que ameaça explodir a qualquer momento. Dizem que é um cineasta afoito por mostrar o desagradável, mas as imagens desmentem aqueles que gostam de classificar o diretor com uma palavra, porque há momentos de alegria e ternura intensa em quase todos os filmes do diretor. Suas parcerias são famosas, Harvey Keitel trabalhou com ele em cinco filmes. Robert De Niro nem se fala: foi protagonista em oito filmes do diretor. E Leonardo DiCaprio está aí., Com ele Scorsese nos mostra o novo rosto da América.  Uma América contraditória e irônica porque na superfície vemos a completa entrega dos bandidos ao amor, as paixões tórridas e desenfreadas.

Neste lado afetivo, Scorsese sempre que pode colocou a própria mãe, Catherine, para dar um pouco de coração aos carcamanos. Mas se é de paixão que falamos, está aí a paixão primeira de Scorsese, o cinema. É um diretor meticuloso com a linguagem, com os enquadramentos. Não deve ser fácil ser ator num filme dele, porque ele não exige menos do que a entrega total, os personagens são arrastados, postos no chão.  Porque na essência, seu tema principal é a queda do sonho americano. Ele conhece muito bem os efeitos da lei da gravidade, já os tipos que frequentam seus filmes podem até conhecer, mas não se conformam, lutam para se manter em pé, se batem em batalhas  ferozes . Nem mesmo depois que são presos, se entregam, a raiva os mantém altivos, a postura: se é para morrer, que pelo menos morram lutando.

Fé, se existe um lado inquietante aqui é a questão da fé. A devoção em acreditar em algo, levou Scorsese numa ocasião a colocar entre seus pequenos bandidos, o homem mais marginalizado de todos, Jesus. Sim, o calvário de Jesus, de certa forma, é o calvário de todos os homens. Nisso, Scorsese, que um dia estudou para ser padre, se mantém fiel.  Mas não é nos dez mandamentos que se atém, e sim nos sete pecados capitais, na soberba, na avareza, na gula, na inveja, na ira. E constrói um mundo insensato de violência e discórdia, onde a ilusão de mudar é conquistada a bala. A fera humana é solta de sua jaula, e temos a assustadora impressão de que ninguém pode para-la. É só uma impressão, é claro.

Outras deixo para os leitores pensarem, enquanto proponho minha revisão dos cinco filmes abaixo, todos disponíveis em streaming:

* Taxi Driver (1976)

* Touro Indomável (1980)

* O Rei da Comédia (1982)

* Gangues de Nova York (2002)

* Os Infiltrados (2006)

Hamilton Rosa Jr. é jornalista atuante há mais de 30 anos na mídia. Foi crítico de cinema na Folha da Tarde e Folha de S. Paulo, editor das revistas Ver Vídeo, DVD News e criador do blog Cinelog. Idealizou e dirigiu o programa de TV Mundo do Cinema. De 2005 pra cá, passou a direção de cena onde mantém-se em atividade rodando comerciais e filmes corporativos. Dirigiu quatro curtas: “Desencanto” (2016), “Sua Excelência” (2017), "Abelha Rainha" (2019) e "TRALA LAND" (2020). Tem três novos projetos em desenvolvimento para cinema e TV: o curta "ATRIZ", a ficção "A Máquina" e a comédia "Amores Perfeitos".

0 comentário em “Martin Scorsese 78 anos hoje

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: