Josey Wales, o Fora-da-Lei

Avaliação: 4.5 de 5.

The Outlaw Josey Wales (1976)

O quinto filme de Clint Eastwood como diretor tem origens emaranhadas. Começou como um filme de Philip Kaufman, que assumiu o trabalho de adaptar um livro de Forrest Carter, que mais tarde escreveria o livro de memórias The Education of Little Tree contando sua educação na tradição Cherokee. Kaufman perdeu o emprego durante as filmagens e Carter mais tarde seria exposto como uma fraude – um ex-membro da KuKlux-Klan e um escritor de discursos para George Wallace. Apesar deste começo torto, Clint Eastwood tomou a direção do projeto e tornou o filme uma consideração mais madura do gênero do que ele tinha conseguido com seu antecessor sombrio, violento e profundamente satisfatório O Estranho Sem Nome. Trocando uma história de vingança por uma reconciliação, Eastwood estrela como Josey Wales, um membro de uma milícia pró-confederada que se dirige para o Oeste para escapar de uma recompensa por sua cabeça. Tendo perdido sua esposa e filho para forças pró-União, ele espera que sua jornada seja solitária, mas em todo lugar que passa alguém se afeiçoua a ele e começa a segui-lo, a começar por um cão sarnento, depois por um cherokee velho (Chefe Dan George) e uma mulher navajo muda. Essas pessoas irão constituir como uma espécie de nova família para o bruto.

Como diretor, Eastwood não economiza na violência, mas o filme se preocupa mais com o que acontece depois que a violência termina, e como um país se repercute após uma guerra divisiva, um tema que repercutia na América dos anos 70.