O Dia da Ira

Avaliação: 4 de 5.

I Giorni dell’Ira, 1966
Com suas releituras sobre os mitos americanos, personagens distorcidos, partituras inventivas, imagens vívidas e violência florida, o Spaghetti Western desenvolveu-se em um rico subgênero que poderia facilmente preencher uma lista própria, que recompensasse aqueles que se aventuram longe de Leone. Um dos melhores exemplares neste quesito: O Dia da Ira, dirigido pelo assistente de Leone, Tonino Valerii.
Giuliano Gemma estrela como Scott, um humilde varredor de rua cujo status começa a mudar quando Frank Talby (Lee Van Cleef, um ator americano cuja carreira teve um segundo ato graças aos Spaghetti Westerns) leva-o sob sua asa. Mas ele logo descobre que há um preço a ser pago por aqueles que se valem de uma arma para subir no mundo. Claramente inspirado por Leone — eles trabalhariam juntos novamente no cômico Meu Nome é Ninguém em 1973 — Valerii trabalha aqui com um orçamento mínimo, mas tira o máximo do pouco que tem. O filme tem um trabalho de câmera fabuloso e Valerii usa o humor negro com cenas de violência, misturando-as com repulsa à medida que vemos o que significa fazer uma reputação derramando sangue.